Áudios

A ARTE DE ENVELHECER
Data: 06/07/2017
Créditos:
AUTOR: Ismeraldo Pereira Sousa
Declamação: Ismeraldo Pereira Sousa
Imagem: Google
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


A ARTE DE ENVELHECER

É só mais uma pinta
Que se junta e pinta
O dorso da mão;

É só mais uma ruga
Que se junta e enruga
O rosto e muda a feição;

É só um menor passo
Que passa a ser menor
Sem pressa nem pressão;

É só mais um branco
Que se junta a outro branco,
Branqueia a cabeça, dá-lhe mais razão.

Se a pinta que se junta
Para embelezar a mão
Não pinta o coração;

Se a ruga que se junta
Marcando no rosto o tempo
Não enruga nem altera a emoção;

Se o passo dado é menor,
Só aumenta o tempo de chegar,
Mas não retira do viver a aspiração;

Se o branco do cabelo
Branqueando a cabeça
Deixa intacta a razão,

Então, viva a vida,
Faz desta vida
Uma vida bem vivida!

Enche de emoção,
Em plenitude,
A alma e o coração.

E neste deixar viver,
Vivendo obstinadamente,
Deixa chegar o envelhecer.
Enviado por Ismeraldo Pereira em 06/07/2017

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários