Textos


DESCONHECIDA

Vinha em minha direção
Levemente pisando no chão.
Nela um sorriso se esboça,
Dela um “bom dia” alegre realça.

O meu “bom dia” a enderecei
E neste momento é que notei
Que é real, sem dúvida contagia:
Ali, em mim um sorrio se abria.

Seguindo no seu caminhar,
Indo eu no meu oposto andar
Deixei-me ir com o contágio
Encharcado do bom presságio.

Eu continuei... ela seguiu...
Não me voltei, sei não se voltou.
Só fui feliz testemunha de que explodiu
Nela lembrança bela do que não acabou.
Ismeraldo Pereira
Enviado por Ismeraldo Pereira em 15/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários