Ismeraldo Pereira Sousa
"Que pode uma criatura senão, entre criaturas, amar?" Drummond
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Áudios
CRIAÇÃO
Data: 14/01/2019
Créditos:
TÍRULO: CRIAÇÃO
AUTOR: Ismeraldo Pereira Sousa
VOZ: Do autor
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
CRIAÇÃO

Não há como se negar
Que há um dia para se criar
E nele o criador use toda a inspiração
Deixando-se transbordar de emoção,
Desejoso de que no fim do dia
A criação emerja para sua alegria.

Mas há aquela criação
Habitada tão fundo no coração
Que num só dia não emerge,
Muita atenção, muita concentração pede.

O tempo passa e o Artista na sua criação se concentra.
A cada momento mais um traço acrescenta,
Os anos passam e Ele não se contenta,
Pois um pouco de beleza mais inventa
Ficando ela cada dia mais bela,
E Ele, incansável, todos os dias pincela
Cores que sua luz nela revela.

Solta-a ao mundo, mas não se desapega:
Manda o Sol a aquecer devagarinho,
Planta flores enfeitando seu caminho,
Os cantos que a alegram aos pássaros delega.

Tudo isso para ver os sorrisos seus
Como reflexo lindo de uma criação
Onde contém a pura emoção
De um perfeito artesão: Deus.
Enviado por Ismeraldo Pereira em 14/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links