Ismeraldo Pereira Sousa
"Que pode uma criatura senão, entre criaturas, amar?" Drummond
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
CHEIO SEMPRE
Não há vazio,
vazio não há,
pois todo espaço
cheio sempre está.

Nos teus olhos,
no teu coração,
cheios do quê?
Pois vazios não estão.
Olhos saudosos
por que ele não veio?
Vazio não estão
de falta dele está cheio.
Coração dolorido,
pela ausência do amor?
Está ele cheinho
da indesejável dor.
Mas se brota um sorriso
diante do que for,
está a se substituir
o cheio ruim pelo cheio de amor.
Ismeraldo Pereira
Enviado por Ismeraldo Pereira em 01/08/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links