Ismeraldo Pereira Sousa
"Que pode uma criatura senão, entre criaturas, amar?" Drummond
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
PRIMAVERA: ABRAM ALAS

Até há pouco,
chegando devagarinho
o verde mais verde
despontava
com sua bandeira
enunciadora da esperança.

Aproximou-se.
Atrás seu séquito:
as flores ainda tímidas,
os pássaros, passos lentos a ciscarem,
o Sol a piscar dizendo adeus
ao Inverno.

Mais perto,
o espocar das flores, exuberantes.
A margarida peralta grita
- Bem-me-quer!
A rosa branca abraçando vermelhas
para chamar o rosa;
a sonoridade orquestral dos pássaros
com o sabiá no comando,
imponente.

Passa o cortejo festivo
espalhando
alegremente
a Primavera.
Ismeraldo Pereira
Enviado por Ismeraldo Pereira em 08/09/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links